terça-feira, 21 de janeiro de 2014

“De Cabeça para o Ar” no Amor

Por Elisabeth Snell, traduzido por Ruth Ferraz, com autorização.
 
Fonte: http://www.cliffsnell.com/  (A rosa do casamento: Cliff Snell pintou esta linda rosa para sua esposa Elisabeth no dia do casamento deles pela manhã)
 
Eu tenho ouvido ambos os lados dos argumentos de casamentos. Um lado diz que logo depois do cerimonia de casamento e a lua de mel termina, o apaixonado sentimento graduamente acaba e a intimidade sexual começa a ficar chata. Que é melhor ter um solido e forte intelectual compromisso para carregar ao inves de anos de tédio a frente.
O outro lado insiste em que há realmente tal uma coisa como “felizes para sempre” e através de duras palavras voce pode manter a “cabeça-sobre-saltos-no-amor”, aquele sentimento  que você  tinha no inicio do seu casamento. Este outro lado também insiste que intimidade sexual melhora apesar do declinio da idade com o passar do tempo.
Qual lado é o correto? Eu aprendi que é o segundo. Pergunto-me depois de 25 anos, mas parece para mim que a maioria do  comportamentos envolvem em manter um romance de  cabeça-sobre-saltos-no-amor” e estão muito deliberados.  Se você deixar ressentimentos ferver, ou permitir pequenas coisas comer a sua relação de casamento,  ficará dificil lembrar quando foi o magico tempo de amor aconteceu.
Meu marido e eu temos trabalhado deixar nossos simples habitos ao invés de deixar a  nosso casamento acomodar para duas vidas solteiras. Nós tentamos fazer coisas agradaveis que nos mantem juntos ao invés de nos deixar a cada um para seu lado.
É bom ler-se sobre o cuidado de manter o casamento. Eu recomendo o livro: “Vida de Amor para Cada Casal Casado”, por Ed Wheat em que ele dá recomentdaçoes  para o caminho “sentimentos podem durar” ao invés do caminho  “negligenciando um ao outro”.
Eu estou muito apaixonada pelo meu marido. Nos odiamos ter que ir cada um para seu trabalho pelo manhã e nos estamos aliviados para estar juntos novamente ao entardecer. Eu posso dizer-lhe qualquer coisa. Eu respeito a ele. Eu deliberadamente não falo sobre ele negativamente. Evidentemente, ele não é perfeito, mas você não encontraria-em fofocando sobre meu marido como sendo “tal um garoto” mesmo se isso é o que é popular dizer.
Para nós, a mágica parte de amor é a que vale a pena preservar. Nós vamos longe se mantivermos isto – pequenas notas, sorrisos, surpresas e gentilezas em um momento quando uma áspero coisa poderia ser dita. Nós oramos juntos honestamente e com o lado negro para baixo, deixando o outro ver o verdadeiro nos espaços  que nos podemos reforçar um ao outro. A recompensa é extradiordinariamente maravilhosa.
Eu penso que uma coisa que  ajudou muito nos foi o conhecimento de que nos fomos colocados juntos por Deus. Isto joga fora todos as segundas adivinhação e pensamentos de “Eu mereço coisa melhor  do que sua meias sujas sobre o chão!”  Pense aconteça o que acontecer, eu estou onde eu deveria estar.  Se é desconfortavel, é provavelmente porque eu estou suposto aprendendo alguma coisa – casais são uma ferramenta refinada nas mãos de Deus!
Os seguintes são os meu 10 pontos de encorajamento de cura, magico sentimento melosos tantas vezes desprezados pelo mais sábios que já decidiu o seu jeito.
1.    Seja fiel
Ambos marido e mulher dever ser fiel-mente incluidos. Não usar pornografia, ‘flirting’ (paquerar), e não  divagação mental para lugares onde não deveriam estar. Se seu esposo(a) seria magoado por ver o que você esta pensando, PARE!
 
2.    Passar o tempo juntos.
Arrange tempo para passar tão quanto possivel com seu amado. Outros irão encorajar você a ir atrás de suas próprias atividades, mas dividir aventuras é melhor. Force você mesma para fazer cada coisa favorita juntos. Nossa sociedade é tão arranjada ao redor de uma vida solteira que casamento parece como um conceito estranho. Mas escolha o certo e verdadeiro – você vai crescer mais perto de quem quer que você passar o tempo com, cônjuge ou não!
 
3.    Pense positivamente
Deliberadamente pense sobre seu marido de uma forma positiva. Jogue fora o negativo.  Você esta casada com ele, que diferença faz fazer você pensar se ele esta agindo rudemente hoje? Pense na felicidade e coisas positivas. Penso sobre seus momentos romanticos juntos. Pense nas doces palavras que ele disse para você. Escreva-as para você não as esquecer. Não critiqui-lhe sem orações cuidadosas, porque criticismo traz lagrimas para o casamento. Aborrecimentos são, em última instância temporários de qualquer maneira - a vida é muito curta.
 
4.    Abrace intimidade sexual como um  presente de Deus para você.
Deus criou a intimidade sexual para ser desfrutada pelo marido e a mulher! Pense no seu marido como um presente de Deus, a coisa mais querida do mundo. Crie o hormonio do “meu amorzinho”, alegria e desejo por seu marido quando ele vem para casa, isto enriquece o  seu casamento.
 
5.    Encorajar um ao outro
Seja como uma criança expressando os seus sentimentos em um caminho de não condenação.
 
6.    Não jogue jogos
Não jogue jogos com o seu amor. Você afetará a preciosa alma de alguem que estará um dia diante de Deus. Se você deliberadamente reagir de demais por coisas pequenas fazendo um drama, causando preocupações inútes na mente do homem que ama você, você o distrairá para coisas mais importantes. Estudos mostram que homens que são pegos em alto estresse são mais provaveis de terem problemas de saude. Num velho livro eu encontrei um bom conselho de um doutor: “Para manter seu marido vivo, não mantenha-o em um guisado”.
 
7.    Construa altos muros
Coloques muros altos ao redor do seu casamento. Se você não tem muros propositais para proteger o seu jardim, não se surpreenda quando outras pessoas a encontrarem o caminho  para estar dentro.
 
8.    Respeite seu marido
O maior afrodisiaco do mundo é a submissão e respeito. Respeite o seu esposo, se você pensa que ele é bobo ou não. Eu li sobre um homem rico o qual trocou a sua mulher e suas crianças por uma garota ascensorista de elevador por que ela o admirou todos os dias.  Estava ele errado? SIM! Ele perdeu seu emprego, dinheiro, crianças e posição social, mas de alguma forma ele decidiu que sua bajulação valeu a pena. Não vai matar você admirar o seu marido. Eu ouvi sobre um outro homem que a mulher morreu. Ele tinha sido sempre um homem confiante, sorrindo para todos, mas alguns anos depois ele recasou e começou parecer como um cão chicoteado.
 
9.    Ouça
OUÇA o seu marido mesmo quando o que ele esta preocupado sobre não ter valor em sua própria mente. Respeite o que ele esta dizendo. Se ele esta gastando tempo para  dizer lhe, deve ser muito importante.
 
10. Faça sua casa um lar cheio de paz e amor
Tente fazer de sua casa um lugar cheio de paz e de amor. Deixe ir todas ofensa e problemas. Perdõe. Toque um ao outro toda vez que você passar. Dê pequenos beijos.  Deixe suas mãos ministrarem aceitação e amor para seu marido. Aceite-lhe fisicamente – ele não pode ser comparado com qualquer outro. Ele é sua própria e especial versão feita por Deus. Não deixe ele faminto de nenhuma forma – emocionalmente our fisicamente.
 
Fonte: Snell, Elisabeth. ABOBE RUBIES MAGAZINE, October 2010, no. 80, p. 4-5
 
Sobre a autora:
Elisabeth Snell vive em Dallas Texas com seu esposo Cliff Snell e suas quatro crianças: Sebastian (16 ), Clifford (7), Harbor Silas (6) Winterbourne (3)
 

 

Sem comentários:

Enviar um comentário