quinta-feira, 20 de junho de 2013

Até que a Morte nos Separe

 
Por Valdenira Nunes de Menezes Silva

"Todavia, aos casados mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher." (1Coríntios 7:10-11)

1- INTRODUÇÃO[...]



A história que vou relatar, agora, aconteceu num dia 26 de junho de algum ano. Era um dia ensolarado, o céu tinha um azul brilhante, as flores pareciam mais perfumadas, o canto dos pássaros parecia um coral de anjos... era o dia do meu casamento. Finalmente, eu ia me casar com o homem que eu amava. Íamos ser felizes para sempre e quando ouvi o preletor dizer: "Até que a morte os separe...!", meu coração exultou de alegria.
2- INSTITUIÇÃO CRIADA POR DEUSO casamento é uma instituição criada por Deus para dar alegria e prazer ao homem e à mulher. Podemos ver isto em Gênesis 1:27:"E criou Deus o homem à Sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra , e sujeitai-a."Deus criou Adão e Eva, os uniu, mandou que se multiplicassem. Ele criou um relacionamento permanente, casto. Como o pecado ainda não tinha tomado conta de Adão e Eva, então, o vínculo matrimonial era para toda a eternidade. Ele foi criado para durar para sempre. Com o pecado em nossa vida, podemos dizer que o casamento deve durar "até que a morte nos separe...!"

Vemos o mundo caminhando para bem longe do que Deus planejou para ambos - um casamento indissolúvel e que só termina com a morte de um dos cônjuges. Mas, apesar de muitos pensarem que a instituição do casamento esteja no fim, sabemos que ainda há muitos casais que não querem desistir dele.

Infelizmente, hoje em dia, o número de pessoas que se separam é muito grande. Mesmo entre pessoas crentes, vemos muitos casamentos sendo dissolvidos. Casamentos onde vemos cônjuges bem longe daquilo que Deus instituiu para a vida deles. Casais que estão em desobediência, casais que não depositam seus problemas no altar do Senhor, casais infelizes com filhos infelizes...
Sabemos que existem vários meios de salvarmos nosso casamento que deve ser colocado nas mãos do Senhor.
Evitemos o divórcio porque ele é uma violação da vontade de Deus...

O divórcio desagrada a Deus e não faz parte da Sua perfeita vontade. Ele não criou uma outra mulher nem um outro homem para Adão e Eva, caso eles se desentendessem. Se Ele quisesse assim, Ele teria criado dois homens e duas mulheres. Mas o Senhor sempre quis que o homem fosse monógamo, pois Ele só criou um homem e uma mulher para se amarem por toda uma eternidade.

O divórcio desagrada a Deus porque Ele sabe que os atingidos com esta decisão impensada não serão apenas o marido e a mulher mas, principalmente, os filhos. Muitas crianças desajustadas vêm de lares que foram destruídos pelo divórcio.

O divórcio desagrada a Deus porque, como crente, eu tenho que dar um bom testemunho ao mundo. Tenho que mostrar ao mundo que Cristo, Aquele que deu a Sua vida para me salvar, faz uma grande diferença em meu casamento.

O divórcio desagrada a Deus porque Ele sabe que existem outros meios que se pode usar para salvar o casamento.
Qualquer casamento pode ser restaurado se ambos buscarem auxílio no Senhor, se ambos estiverem estiverem dispostos a admitir os erros e ambos estiverem dispostos a perdoar um ao outro. Se ambos estiverem no centro da perfeita vontade de Deus, certamente poderá haver um recomeço, uma reconciliação.

Para que o casamento seja bem sucedido é necessário que ambos tenham uma dedicação constante um com o outro.
Quanto a nós mulheres, temos não somente que nos dedicar mas, algumas vezes, temos até mesmo que nos sacrificar pela pessoa que amamos - nosso marido.
Assim como fazemos com a plantinha, agüemos nosso casamento para que ele cresça saudável... zelemos pela nossa casa... zelemos a fim de que ela se torne agradável... cuidemos de nossos filhos... façamos aquela comidinha que ele gosta... transformemo-la em um lar.

Há quem diga que o casamento foi instituído no céu mas cabe a nós o trabalho da manutenção.
Se prometi ficar com meu esposo "até que a morte nos separasse", então tenho que cuidar do nosso casamento a cada dia.

Irmã, ame seu esposo. Cuide dele. Procure ser a esposa que ele amará até que a morte o separe de você.
Agradeça ao Senhor por tê-lo colocado em sua vida. Lute pela felicidade dele, pela felicidade de seus filhos e finalmente pela sua própria felicidade.

Que o Senhor abençoe cada esposa aqui presente, colocando em seu coração o desejo de amar seu marido com o mesmo amor que Ele nos ama - um amor incondicional, sacrificial.


Fonte: DoCoraçãodeValdenira

Sem comentários:

Enviar um comentário